Conheça o aplicativo que detecta Autismo

Nicole Utzig Mattjie

Conheça o Sense To Know, aplicativo capaz de detectar Autismo, confira!

Já imaginou um aplicativo de análise de expressões faciais, usado para detectar o autismo em crianças de forma precoce? Então, conheça a ferramenta desenvolvida por cientistas da Duke University, na Carolina do Norte. O aplicativo “SenseToKnow” demonstrou uma precisão de 88%. Desse modo, o objetivo do app é alertar os pais sobre a possibilidade de seus filhos terem autismo em questão de minutos.

Em primeiro lugar, o SenseToKnow funciona analisando as expressões faciais das crianças enquanto elas assistem a um vídeo de seis minutos, que contém cenas variadas, como bolhas, uma raposa mostrando a língua e crianças brincando. Durante esse período, as expressões faciais das crianças são minuciosamente monitoradas. Se o aplicativo identificar um “alto risco” de autismo, os pais serão aconselhados a procurar o médico pediatra para uma avaliação mais detalhada.

O aplicativo que detecta autismo

Embora o aplicativo já esteja disponível na App Store, seu uso só é permitido após autorização da equipe de pesquisa. Além disso, o Dr. Geraldine Dawson, psiquiatra que liderou o estudo, afirmou que, no futuro, espera-se que os pais possam baixar o aplicativo em seus próprios dispositivos móveis e usá-lo em casa.

Assim, o estudo que embasou o desenvolvimento do SenseToKnow envolveu 475 crianças com idades entre 17 meses e três anos, que usaram o aplicativo durante uma consulta médica, onde suas expressões foram monitoradas e analisadas. Entre essas crianças, 49 foram posteriormente diagnosticadas com TEA, o que corresponde a 10,3% do grupo. O aplicativo conseguiu identificar corretamente o autismo em 87,8% dessas crianças. Para as 426 crianças sem autismo, o SenseToKnow obteve uma taxa de precisão de 80,8%.

O NIH relatou que as crianças que obtiveram resultados positivos para o Transtorno do Espectro Autista (TEA) no aplicativo tinham uma probabilidade de 40% de serem diagnosticadas com a doença, em comparação com uma taxa de 15% para crianças com resultados positivos usando métodos de pesquisa parental convencionais. A probabilidade aumentou para 63,4% quando o aplicativo e a pesquisa parental foram combinados.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre Educação Especial? Então, cadastre-se abaixo e receba conteúdos exclusivos! 🚀

Comentários

Open chat