O que muda na Educação Infantil com a BNCC?

O que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) propõe para o desenvolvimento das crianças na Educação Infantil, e como aplicar essas diretrizes no dia a dia?

Confira explicações sobre as principais mudanças para essa etapa e veja exemplos de professores que já trabalham com atividades alinhadas às propostas da Base.

A Base reconhece a Educação Infantil como uma etapa essencial e avança na ideia de que a criança deve estar no centro do processo de aprendizagem. O documento orienta os educadores a olharem para as formas particulares que bebês e crianças se apropriam do conhecimento e de novas experiências.

As atividades das creches e instituições de ensino devem ganhar uma nova dinâmica: a brincadeira recreacional na caixinha de areia pode ser organizada e transformada em um momento exploratório, e a pausa da alimentação, em uma hora para reforçar a relação de afeto e confiança entre educadores e crianças.

Confira alguns dos principais pontos e acesse os links:

1º – Com a BNCC, as crianças passam a ter 6 direitos de aprendizagem
Para contemplá-los, o professor precisa sempre tê-los em mente para garantir que as experiências propostas estejam de acordo com os aspectos considerados fundamentais no processo.

2º – A Base estabelece Cinco Campos de Experiência 
Eles propõem uma nova organização curricular e colocam a criança como centro do processo educativo.

3º – A BNCC se diferencia do DCNEI e do RCNEI
A Base avança no conceito de fazer a criança e sua identidade o foco principal. Veja no link as diferenças.

Veja mais em: O que muda na Educação Infantil com a BNCC?

 

Comentários