A surdez de Paul Stanley: conheça a história de superação de um astro do rock.

Guilherme

Você já deve ter visto esse astro do rock na TV ou nos palcos com a banda KISS, mas já sabia da história envolvendo a surdez de Paul Stanley?

O guitarrista e cantor norte-americano é conhecido em todo o mundo por ser um dos líderes do KISS, banda de extremo sucesso há mais de 45 anos. Famosa pelas maquiagens no rosto e visual extravagante, a banda já vendeu mais de 100 milhões de discos e é uma das mais bem sucedidas da história do rock.

No entanto, um episódio de superação de Paul Stanley foi pouco comentado ao longo da história do grupo. O músico nasceu com Microtia 3, uma deformidade congênita na cartilagem do ouvido. Casos como esse atingem 1 em cada 10 mil nascimentos. Isso resultou no comprometimento de sua audição: “Não há canal auditivo e nenhum caminho para o funcionamento interno do meu ouvido. Excluindo a condução dos sons pelos ossos, eu sou virtualmente surdo do meu lado direito, já que não há acesso para a entrada de som.”

Surdez de Paul Stanley foi retratada em reportagem da CNN

Em entrevista à rede de TV CNN, o músico contou que teve uma infância muito difícil por conta da deformação. Entretanto, essa dificuldade não foi empecilho para Paul Stanley se dedicar à música e exercer sua paixão, algo que seria improvável diante de tais circunstâncias.

O cabelo comprido, marca registrada do músico, de certa forma foi uma forma de esconder a deformidade na orelha. Hoje, Paul Stanley tem um implante auditivo, mas ainda assim não consegue distinguir de onde os sons vêm.

O astro norte-americano frequentemente conversa com crianças e adolescentes que passam pela mesma situação e convivem com a microtia, e tenta estimulá-los a seguirem seus sonhos, mesmo diante da deformidade no ouvido.

“A perda auditiva pode ser um pequeno buraco na estrada, mas isso não significa que deve impedi-lo de chegar onde deseja. Eu sou a prova viva!”, conclui Paul Stanley.

Comentários

Open chat