21/3: entenda o porquê de hoje ser o Dia Internacional da Síndrome de Down.

Guilherme

Dia 21 de março é celebrado em todo o mundo o Dia Internacional da Síndrome de Down. Mas você sabe o porquê da escolha dessa data? Leia o texto até o fim e descubra o que faz desse dia tão especial.

O que é Síndrome de Down?

A Síndrome de Down (SD) é uma alteração genética presente na espécie humana, que tem como características o atraso intelectual e a presença de traços físicos próprios, além de propensão ao desenvolvimento de determinadas doenças.

A síndrome foi descrita pela primeira vez em 1866, pelo médico britânico John Langdon Down – daí o nome Síndrome de Down.  Em 1958, o francês Jérôme Lejeune e a inglesa Pat Jacobs descobriram a origem cromossômica da síndrome, que passou a ser considerada genética.

No Brasil, para cada 700 bebês que nascem, 1 tem síndrome de down, totalizando aproximadamente 300 mil portadores de SD no país.

Por que 21 de março é o Dia Mundial da Síndrome de Down?

O Dia Mundial da Síndrome de Down, comemorado em 21 de março serve para celebrar a vida dos portadores da síndrome, e tem um significado muito interessante: representa a triplicação (trissomia) do 21º cromossomo que causa a síndrome. Por isso, a escolha do dia 21/3.

Para explicar melhor: em cada célula da pessoa, existe um total de 46 cromossomos, divididos em 23 pares. A Síndrome de Down é gerada pela presença de uma terceira cópia do cromossomo 21 em todas as células do organismo, o que gera a trissomia.

As pessoas com trissomia do cromossomo 21, têm 47 cromossomos em suas células, ao invés de 46, como acontece com a maioria da população.

Síndrome de Down não é doença

Vale reforçar que a Síndrome de Down não se enquadra como doença, mas, sim, como condição genética inerente à pessoa.

Crianças com síndrome de Down precisam ser estimuladas muito cedo – de preferência desde o nascimento, para que possam vencer as limitações que a condição genética impõe. Como têm necessidades específicas de saúde e aprendizagem, as crianças exigem assistência profissional multidisciplinar e atenção permanente dos pais.

O objetivo deve ser sempre habilitá-las para o convívio e a participação social.

Curso Cromossomo do Amor

No Ensino.Digital, o combo Cromossomo do Amor traz 3 cursos que tratam de todas características, inteligência, desenvolvimento e como se dão as relações sociais de quem tem Síndrome de Down. Esses conhecimentos são essenciais para quem trabalha ou convive com portadores da síndrome.

Conclusão

Portadores de Síndrome de Down, quando estimulados, têm plenas condições de ter ótima qualidade de vida. Se no século passado, a expectativa de vida era curta – cerca de 30 a 40 anos, hoje em dia, pode ultrapassar os 70 anos.

Acima de tudo, o importante é dar a devida atenção aos exames, tendo uma rotina de estímulos, e entender que um cromossomo a mais não significa saúde a menos.

Comentários

Open chat